• bmagli

Entenda como funciona o consórcio para instalação de energia fotovoltaica



Adotar a energia solar em casa ou na empresa é uma iniciativa que traz benefícios para o planeta e para o próprio bolso. Além de utilizar uma fonte de energia renovável e não poluente, o usuário de painéis fotovoltaicos consegue economizar significativamente na conta de luz, poupando gastos e evitando as constantes alterações nas taxas de fornecimento. Para quem deseja escolher pela sustentabilidade e por gerar sua própria energia, mas precisa de uma alternativa mais viável de investimento nos equipamentos, uma ótima opção é o consórcio.


O sistema de consórcio para instalação de energia fotovoltaica funciona da mesma forma que os métodos já conhecidos para compra de automóveis e imóveis. O método é baseado na união de um grupo com interesse semelhante, formando uma poupança conjunta para aquisição da estrutura. Cada um dos participantes investe mensalmente uma quantia pré-definida e tem a chance de ser sorteado para adquirir um sistema de captação e geração de energia solar, de forma legal e completa.


Com taxas mensais a partir de R$ 400,00, aproximadamente, é possível adquirir um consórcio com financiamento em até 100 meses. Os sorteios são mensais e os lances podem ser usados para a redução no valor ou na quantidade de parcelas. A grande vantagem do consórcio é a opção de poder planejar a aquisição do gerador solar, em um formato de poupança programada. Assim, você paga parcelas mensais por até oito anos, e passa a ser capaz de gerar sua própria energia por pelo menos 30 anos.


A partir do sistema de consórcio, o participante é contemplado com o gerador fotovoltaico que mais se adequa ao seu imóvel, podendo optar por uma potência disponível para o valor da sua carta e mais indicada para seu perfil. Outro benefício é a alternativa do seguro de vida, que pode ser incluído no valor e permite a cobertura de eventuais incidentes, garantindo a segurança do investimento.


Existe também uma ampla variedade de planos de consórcio para implantação do sistema fotovoltaico, cada um com condições específicas para perfis diferentes de consumidores e imóveis. Ao adquirir um plano, é possível escolher entre modelos de investimento em 36 ou 100 parcelas, com valores diversos de acordo com a potência apropriada para a região.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo