• bmagli

Energia solar cresce 25% no mundo, aponta REN21

Pesquisa destaca que a fonte fotovoltaica alcançou 942 GW de capacidade instalada

De acordo com o Renewables 2022 Global Status Report (GSR), realizado pela REN21, a energia solar fotovoltaica manteve sua série de recordes e alcançou 942 GW de capacidade instalada no mundo em 2021 – alta de 25% em comparação com 2020, quando obteve 760 GW.

A pesquisa apontou que o mercado continuou o crescimento constante, apesar das interrupções em toda a cadeia de valor devido, principalmente, a aumentos acentuados nos custos de matérias-primas e transporte.

A geração fotovoltaica continuou a desempenhar um papel importante mundialmente. Até o final de 2021, pelo menos sete países tinham capacidade instalada suficiente para atender 10% de sua demanda de energia solar, frente a apenas dois países em 2020.

Segundo o estudo, a Austrália teve a maior parcela de energia fotovoltaica na geração anual, com 15,5%. Em segundo, aparece a Espanha (14,2%), seguido da Grécia (13,6%), Honduras (12,9%), Holanda (11,8%), Chile (10,9%) e Alemanha (10,9%).

No total, a solar contribuiu com cerca de 5% da geração global de eletricidade, em comparação com 3,7% em 2020. Pelo nono ano consecutivo, a Ásia dominou as novas instalações, representando 52% da capacidade adicional em 2021.

A mesma foi seguida das Américas (21%), que novamente superaram a Europa (17%). China, Estados Unidos, Índia, Japão e Brasil compreendem por cerca de 61% da capacidade recém-instalada.

América Latina

A adoção da fonte fotovoltaica continuou a crescer na América Latina, apesar de uma lenta recuperação dos impactos da pandemia da Covid-19. Os quatro performers em capacidade recém-instalada foram o Brasil (5,5 GW), México (1,8 GW), Chile (1,3 GW) e Argentina (0,2 GW).

O Brasil, por exemplo, encerrou o ano com cerca de 13 GW. Tal capacidade recém adicionada do país o levou ao quinto lugar no ranking global (acima do nono em 2020).

0 visualização0 comentário